Zetta-Ømnis Soluções Tecnológicas
Desenvolvendo hoje a tecnologia do amanhã
Visite Nosso Patrocinador
DO NOT UNDERSTAND PORTUGUESE? CLICK ON THE FLAG TO CHANGE THE LANGUAGE!
ptarzh-CNzh-TWnlenfrdeeliwhihugaitjakonororues

Zetta-Ømnis Packages Creator

Este expert faz parte do Zetta-Ømnis Wizards e tem uma função básica porém poderosa: Automatizar e facilitar a geração de pacotes (arquivos .dpk, .bdsproj e .dproj) para várias versões de Delphi (Delphi 2006+) a partir de um pacote de origem.

Anak Krakatoa Defined Crypt

Esta é uma implementação do Algoritmo de Virgenère que foi convertida a partir do JavaScript e transformada em componente para facilitar a sua utilização. Este componente é capaz de utilizar uma tabela de criptografia customizada, limitar o conjunto de caracteres utilizados e também é capaz de gerar criptografia assimétrica (uma senha criptografa e uma outra senha descriptografa)

XML Mapper: Convertendo um XML genérico em Data Packet

Então você recebe de um webservice um XML que representa um conjunto de dados e precisa exibir tais dados para o usuário de uma forma humanamente legível. Como você faria isso? Você pode usar XPath (ou XML Data Binding) para ler os nós (registros) em um laço e montar de forma livre uma visualização no Delphi, mas isso vai dar um bom trabalho. Prepare-se! E se eu te disser que existe uma forma de converter um XML genérico diretamente em algo que pode ser carregado por um TClientDataSet? Ficou curioso? Então este artigo é para você!

Manipulando XMLs com XPath no Delphi

Hoje em dia a o que está na crista da onda para intercâmbio de informações é o JSON e o Delphi já possui bibliotecas nativas para manipular esta notação, porém o XML ainda é uma forma muito madura para realizar esta tarefa e o Delphi também possui bibliotecas nativas para manipulá-los. Neste artigo vou abordar a leitura de arquivos XML usando XPath, uma forma muito prática de selecionar nós dentro do XML

Diretivas de compilação e versões do Delphi

Esse assunto é bem batido, mas eu nunca decoro as diretivas de compilação VER<nnn>, prefiro sempre buscá-las na web. O problema é que elas normalmente não estão reunidas em um só lugar, me obrigando a navegar mais que o necessário. Este artigo é apenas uma referência para que você não tenha que catar na web todas as diretivas de compilação VER<nnn>. Também vou incluir algumas outras diretivas interessantes e pretendo atualizar este artigo tão logo novas versões de Delphi surjam.

User Control DXC Edition

Esta é a página oficial da evolução do aclamado controle de usuários: UserControl Suite Delphi Experts Consortium Edition, também conhecido como UCDXCE. Esta edição é focada na simplicidade de uso, retrocompatibilidade básica com a versão oficial final (2.31 RC4), organização de código-fonte, correção de bugs e adição de funcionalidades exclusivas.

SSCCE: Uma necessidade pouco conhecida

Muitas vezes você quer ser ajudado, outras vezes você quer ajudar, mas o problema ou a pessoa que tenta explicá-lo não consegue se fazer entender, seja por incapacidade intelectual (risos) seja por conta da complexidade do problema. Quando isso acontece a saída é elaborar um exemplo que demonstre o que se quer, e é nesse contexto onde se aplica o SSCCE. Neste artigo será feito um rápido estudo que justifica a utilização e o conhecimento do SSCCE, a fim de tornar sua vida mais fácil em fóruns e grupos de discussão em geral. Aqui também será explicado de forma bem genérica, como criar um bom SSCCE. Se todas as pessoas em um grupo de discussão souberem o que é o SSCCE, parte do tempo gasto para pedir um exemplo funcional vai ser economizado. Se você não quer ficar de fora, continue lendo!

Compilando um projeto Delphi pela linha de comando

Automatizar algumas tarefas é essencial na programação, aliás, a programação, trata, dentre outras coisas, de automatizar processos ou auxiliar os usuários a realizarem suas tarefas mais rapidamente ou com menos erros. Neste curtíssimo artigo eu vou mostrar como executar uma compilação através da linha de comando.

Biometria básica com o U.are.U 4000B (Digital Persona / Crossmatch)

Neste artigo eu pretendo abordar o uso mais básico de um dos leitores de digitais mais populares do mercado, o Digital Persona U.are.U 4000B. Ao ler este artigo você entenderá como se dá o processo de captura e verificação de impressões digitais e perceberá que esse processo não lá bem como você imagina, mas ainda assim é bem simples.

Configurando e usando o MySQL Embedded

Eu sei que a moda atualmente são os bancos de dados embarcados superleves e de configuração quase zero, no entanto eu acredito que nunca é tarde para aprender algo novo, mesmo que esse novo já seja antigo :). Neste artigo eu vou mostrar de forma rápida como utilizar todo o poder do MySQL em um programa simples com o mínimo de configurações possível, totalmente portável e sem necessidade de instalação ou de servidores adicionais. Eu considero a solução perfeita para uso em programas desktop que precisam de uma base local.

Acesso Rápido
Não digite mais que o necessário...



Escaneie este QRCode em dispositivos móveis para acessar a página atual rapidamente nestes dispositivos
Fique por dentro
Não quer perder nenhuma novidade da página atual? Utilize o feed exclusivo e acompanhe todas as atualizações!

Artigos em destaque
Conteúdo Verificado!
#BULLSHITFREE #CLICKBAITFREE
#MONEYLESS
Este site é amigo do desenvolvedor do mundo real
Gostou do conteúdo?
Se você gostou do conteúdo que está lendo, você pode ajudar a manter este site no ar doando qualquer quantia. Use os botões abaixo para realizar sua doação.
 
É rápido, fácil e indolor :)
 

Estatísticas em tempo real

Visite Nosso Patrocinador