O Delphi está morto!

Categoria: Artigos
Categoria Pai: Addicted 2 Delphi!
Acessos: 2033
ccc

A verdade é simples e eu vou logo dizer: Não, o Delphi não está morto! E não se sinta enganado, caso você tenha vindo aqui para ler alguém falar que a tecnologia é antiga e defasada. Este texto é direcionado a você que repete a frase do título sem nunca mesmo ter feito um "hello world" em Delphi. Não fale mal daquilo que não entende.

O texto a seguir é uma tradução de uma resposta publicada no Quora, uma plataforma de compartilhamento de conhecimento por meio de perguntas e respostas. A resposta foi escrita em 2018 pelo engenheiro de software Andrew Driessen e é "afiada como uma faca" no que diz respeito a argumentos simples, convincentes e, acima de tudo, verdadeiros. Segue a pergunta e a brilhante resposta:


Por que algumas pessoas dizem que o Delphi está morto, quando todos os anos sai uma nova versão?

As pessoas dizem que o Delphi está morto porque elas querem que ele esteja morto. Há algum tempo atrás, havia um site (Delphi Haters Blog) dedicado a transmitir a mensagem de que Delphi estava morto, mas, ironicamente, esse site não existe mais.

Desde 1995, quando o Delphi 1 foi lançado, eu ouço o mesmo mantra repetidamente de usuários que não usam o Delphi. Delphi ruim, Delphi morto, Delphi falido etc. etc. Isso era apenas eco do FUD[1] da Microsoft que tentou destruir o Delphi nos primeiros dias por causa da forte concorrência com o Visual Basic. O Delphi foi (e ainda é) superior ao VB, bem, na verdade, o VB não existe mais porque a Microsoft puxou o plugue.

O Delphi é o poder do C++ em uma linguagem elegante e em um ambiente (naquele momento, o primeiro) de Desenvolvimento Rápido de Aplicativos (RAD) verdadeiro! A Microsoft perdeu a batalha VB versus Delphi e finalmente contratou (seqüestrou) 32 funcionários da Borland (criadora do Delphi) em uma tentativa final de destruir o Delphi. E isso quase funcionou quando a Microsoft também contratou o arquiteto chefe da Borland, que originalmente criou o Delphi, para trabalhar em um novo produto chamado C#.

A Microsoft estava extremamente impressionada (e irritada) com o Delphi e eles não conseguiam colocar o Visual Basic no mesmo patamar, então eles criaram uma espécie de "clone" do Delphi com uma sintaxe mais comum, similar ao C, e a distribuíram gratuitamente.

Mas, ainda assim, o Delphi não morreu e é usado ativamente hoje em muitas empresas (algumas bem grandes). A maioria das empresas não divulga a tecnologia usada, porque, sendo o Delphi uma ferramenta de ponta, é como se ele fosse um tipo de segredo industrial que os concorrentes adorariam tomar conhecimento. Na Holanda, três estudantes fundaram uma empresa em 1999 e usaram o Delphi para otimizar seu modelo de negócios. Hoje, essa empresa fatura mais de 1,5 bilhão de dólares anualmente. O Delphi e sua escolha de tecnologia é uma das principais razões para esse sucesso.

O Delphi também é comumente usado para aplicativos comerciais de desktop, como Bit Defender, Beyond Compare, Skype, 1Password e muitos outros, como software de backup, antivírus, captura de tela etc. Você provavelmente usa um aplicativo escrito em Delphi diariamente sem nem mesmo saber disso.

Então, de onde vem o ódio? Na minha experiência, a partir de equívocos e uma séria falta de conhecimento sobre a linguagem e suas possibilidades. E isso é parcialmente causado pelo próprio sucesso do Delphi. Muitas empresas ainda usam versões Delphi muito antigas porque ainda funcionam e possuem todos os recursos de que precisam. O Delphi é muito flexível na forma como pode ser estendido por componentes e controles personalizados e se você tiver escrito componentes que dependem de recursos específicos de linguagem (às vezes hacks), será difícil mudar para uma versão mais recente do Delphi. Mas a maioria das empresas que encontrei, e que usam uma versão antiga, o fazem porque não precisam fazer upgrade.

Se programadores novos e mais jovens entram nessa empresa, eles vêem um software aparentemente desatualizado e relacionam isso com a palavra "Delphi". Então o "Delphi é velho e ultrapassado", eles pensam. Não, o Delphi é novo e atual hoje, mas também maduro e estável. Os "inimigos" do Delphi que conheci pessoalmente são todos desenvolvedores C# tentando reescrever um aplicativo Delphi grande em C#, falhando miseravelmente e culpando o código legado por isso.


Minhas considerações sobre a resposta acima

Considerações finais

No texto existem alguns exemplos de softwares desenvolvidos em Delphi, mas há bem mais que aqueles. Seguem dois links interessantes:



1 FUD significa "fear, uncertainty and doubt". Trata-se de uma expressão normalmente utilizada intencionalmente para colocar um competidor em desvantagem. Na minha humilde opinião, uma tática suja e que no caso Delphi x Microsoft falhou miseravelmente